segunda-feira, 27 de junho de 2011

Não há como descrever!

Nem que eu ficasse por horas aqui poderia descrever a sensação, o que senti.
Sensação nova, piração total.
Nem que fosse Goethe, Machado de Assis ou Carlos Drummond.
Aliás, o que senti somente uma mulher pode sentir, portanto...
... Nem Cecília Meirelles ou minha idolatrada Clarice, poderiam descrever.
Creio que seja algo indescritível, apenas "sentível", apenas vivido!
Não preciso dizer que você pode adivinhar. Que sabe por onde ir, por onde trilhar.
Vamos percorrer caminhos ainda não trilhados, florestas não adentradas, locais inabitados.
Vamos descobrir então em uníssono, tudo que possa nos satisfazer, tudo que possa enlouquer, tudo que só nos faz viver!
Viver uma vida real e não imaginária. Onde ninguém se engana e é fiel aos próprios anseios.
Tenho certeza que não posso descrever. O que nesses dias me fez crescer, me fez viver!
Explosão de sensações, explosão de sentimentos, explosão de vulcões, explosão aqui por dentro.
Mas porque tantos não sabem assim viver? E passam a vida a invejar, a fazer sofrer?
Que se danem todos! Quero continuar assim, sentindo, vibrando, explodindo! Sem palavras para descrever, o que me faz pirar, o que me faz viver!
Você sabe, que não posso descrever. Mas posso sentir! E quero nisso eternamente ensandecer!

Gabriela Grecco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.