quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Nem comigo posso contar

Muitas vezes fui descartável
Outras reutilizável quando fosse preciso
Hoje, quando já ajudei tantos a andar, a conquistar tanto...
... eu estou aqui
Nem reutilizável sou mais
Nem pena, nem culpa, nem falta, sentem por mim
Sofri calada
Às vezes explodi
Mas agora
O que mais sinto em minha vida
É esse líquido doído que cai no meu estômago corroendo tudo
Inclusive o pouco de forças que tinha em mim

Só esse líquido

Tão venenoso

Venenoso como muitos que me cercam sem cercar
Como muitos que aqui poderiam estar

Líquido que sai de mim!

Nem comigo posso contar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.