quarta-feira, 28 de março de 2012

MULHERES VERMELHAS EM CURITIBA

EM ABRIL VAMOS NOS APRESENTAR NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURITIBA!!!
QUERO CONVIDAR TODOS QUE ESTIVEREM POR PERTO PARA ASSISTIR.
QUEM ESTIVER POR AQUI E QUISER VER, TEMOS DUAS SESSÕES ANTES DA VIAGEM. NOS DIAS 31/03 E 01/04 NO RIBEIRÃO EM CENA (INFORMAÇÕES 3610 7770)


TORÇO PARA QUE POSSAM CONHECER ESSAS HISTÓRIAS!

domingo, 25 de março de 2012

2 ANOS

Hoje faz dois anos que minha vida mudou completamente.


Que senti e sinto sensações, dores, ausências, perdas, ganhos, nunca sentidos.


Que aprendi e aprendo que a discriminação existe, mesmo com as deficiências e limitações menos aparentes.


Que minhas limitações me tornaram ainda mais ilimitada em tantos sentidos.


Que tenho uma força que jamais imaginava que tinha.


Aprendi também que muitas pessoas não estão nem aí e que a bondade delas está muito mais oculta do que eu imaginava, pois acredito que somos essencialmente bons. Portanto, elas estão muito mais ruins do que eu imaginava.


Me machuquei e me machuco ainda demais depois desse 25/03/2010


Tenho fantasmas que não me deixam. Sinto dores imperceptíveis. Passo por outras que ninguém nunca vai saber, mesmo que passe por algo semelhante, porque cada um é cada um.


Minha vida, desde meu dia, gira em torno de todas as minhas lesões e traumas e do que tenho que fazer para melhorá-las. Minha agenda, meu relógio, minha vida pessoal e profissional são "esquematizadas" em cima disso. Perdi muita coisa. Estou começando a me organizar profissionalmente melhor agora e podendo ganhar algum dinheiro. Mas em primeiro lugar vem a minha recuperação, a melhora das minhas dores e do meu estado físico. Eu quero ter uma vida melhor.


Não. Nunca ninguém vai saber o que é isso. Os que vivem ao meu lado tem uma boa noção. Mas só eu realmente sei.


Faz 2 anos hoje...


...que descobri em quem confiar
...que vi bondade nos olhos e nas atitudes
... que vi maldade também
... que vi que família mesmo são apenas umas duas, três pessoas das quais nasceram com o mesmo sangue, as outras pessoas que encontramos no nosso caminho e nos estendem a mão são realmente nossa família!


Faz dois anos que tive de aprender a viver com meus 50% de antes que agora são os meus 100%


Não foi e ainda não é fácil! Em todos os sentidos. Mais é possível.


Se é possível, é pra mim!




Gabriela Grecco

sábado, 24 de março de 2012

Deficiências - Mário Quintana

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

"Louco" é quem não procura ser feliz".

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E "Miserável" somos todos que não conseguimos falar com Deus.

quinta-feira, 22 de março de 2012

PQP

Aos que me falam que eu gosto de médico, mais uma vez: NÃO! Não gosto. Mas por enquanto, eu preciso!!!

E SIM, tenho fisioterapia todos os dias!

Não é legal essa rotina, mas eu a faço há dois anos.

Ainda preciso ir em 2 médicos a cada 1 mês e meio (Dr. Fabrício me marcou só pra daqui 6 meses! Fiquei feliz ontem com essa notícia!) fora os da minha mãe.

Não preciso mentir pra essas coisas!

Que saco. Detesto insinuações! Ainda mais pra isso. Poxa vida...

Falar isso é mexer demais no meu ponto fraco... Não uso isso como subterfúgios.

Cansei de caras, olhares, dizeres, enfim...

quarta-feira, 21 de março de 2012

RECONHECE-SE O CRISTÃO POR SUAS OBRAS

Não precisa ficar aqui filosofando, é só esta imagem pra pelo menos que uma pulguinha fique atrás da orelha daqueles que torcem o nariz ou dizem tanta merda por aí. Questionem suas consciências, o que vocês acham que realmente está de acordo com os ensinamentos do Cristo?!

Foto: Que Deselegante FACEBOOK

segunda-feira, 19 de março de 2012

BLACK-TIE NO "CAUIM" PARA LEVAR MULHERES VERMELHAS A CURITIBA

ESTAREMOS REUNIDOS NUMA NOITE COM A EXIBIÇÃO DE UM ÓTIMO FILME E DE GRANDES DEBATES!
ESPERO TODOS LÁ PRESTIGIANDO ESTA AÇÃO PARA NOS LEVAR À CURITIBA.



BLACK-TIE NO "CAUIM" PARA LEVAR MULHERES VERMELHAS A CURITIBA

O Cine Clube Cauim exibe em sessão especial nos próximos dias 21 e 22, às 19hs "Eles Não Usa Black-tie",filme dirigido por Leon Hirszman, com fotografia de Lauro Escorel e baseado na peça homônima, de Gianfrancesco Guarnieri.

Sucesso de bilheteria, o filme conta a história de uma casal de namorados, Tião (Carlos Alberto Riccelli) e Maria (Bete Mendes), que ao saber que irão ter um filho, resolve se casar. Com muita esperança planejam uma nova vida para que possam dar de tudo à criança que vai nascer. No entanto, um movimento grevista estoura na fábrica onde eles trabalham em São Paulo e a felicidade dos dois começa a desmoronar.

Esse movimento divide os operários da fábrica. Pensando no casamento e no bem-estar do casal, Tião decide furar a greve e continuar trabalhando, entrando em conflito com seu pai Otávio (Gianfrancesco Guarnieri), o líder do movimento, um sindicalista preso nos tempos do Regime Militar.

O filme mostra o contraste entre os personagens, enquanto o pai Otávio esteve preso, o filho Tião foi criado pelos padrinhos. O pai sempre foi solidário com a classe, enquanto o filho é individualista e seu objetivo sempre foi subir na vida.

A EXIBIÇÃO SERÁ SEGUIDA DE DEBATES COM CIDINHA SANTOS,ÁUREA MORETTI E VANDERLEI CAIXE. OS INGRESSOS CUSTAM CR$ 3,00 E A RENDA DA BILHETERIA É DESTINADA A VIAGEM DO ELENCO DE "MULHERES VERMELHAS" A CURITIBA ONDE PARTICIPARÁ DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO

Sensações

Quantas sensações são possíveis de serem sentidas?
Quantas descobertas uma pessoa pode fazer?
Uma loucura é somente uma loucura?
Um devaneio é uma apenas um devaneio?
Um prazer é uma ato de prazer e ao mesmo pode fazer mal?
É possível morrer de tanta felicidade?
Ou de tanto sofrimento?
Num minuto pode-se passar do estado triste para o feliz ou vice-versa?
Pode-se ser Opressor e Oprimido?
Ativo e Passivo?
Masculino e Feminino?

Sim,  que há uma infinidade de coisas muito mais que inexplicáveis.
Sensações nada palpáveis e loucuras insanamente insanas!
A única maneira de se ter uma leve brisa disso tudo é não se deixando limitar.
Quando achamos que não há o que descobrir, que nossas limitações são grandes demais para tentar e "sem pensar" deixamos de lado o lado racional e com responsabilidade tentamos, ousamos, nós somos surpreendidos da forma mais prazerosa que existe.


Sim. A vida é muito mais que reclamações, que chateações, que tanta coisa chata.
Apesar de estar há vários dias sem dormir, com a virilha travada, ter acordado antes das 8 da manhã (tendo ido dormir depois das 4 horas da madrugada) com os ombros e escápulas travadas e gritando de dor, tive hoje (18/03) várias novas sensações. Isso não quer dizer que no meu dia não teve chateações, mas o que tive de bom, compensou todo o resto. Passei umas 3 horas na parte da manhã com compressa quente pra conseguir me mexer. Agora estou ainda com compressa quente e vou dormir. Mas quer saber? Tive ótimas sensações no dia de hoje! Ótimas!!! Porque não me deixei abater, fiz o que tive vontade, apesar de estar com dor e saber que poderia ir até onde poderia, me deixei levar e fui muito bem surpreendida. Eu sei viver com as minhas limitações e a vida está me ensinando que elas me deixam ainda mais ILIMITADA se eu sei levá-las numa boa.
E segundona, tenho que acordar cedo pra fazer fotos pra entregar! Então, boa noite pra vcs!

***Deus, consegui estralar meu ombro esquerdo agora! Enfim!

Sou uma pessoa que não gosta de se limitar, no sentido de se classificar em tantas coisas e de não tentar, mas que não se desliga muito fácil. Porém, quando quer se focar em algo, se foca. Então, vou dormir sonhando com dias como o de hoje, em que me permito sentir vários tipos de sensações e que não deixo as minhas preocupações me dominarem!

domingo, 11 de março de 2012

[MÚSICA] Someone Like You - Adele

Sim, eu sei que já postei Someone like you aqui, da gloriosa Adele!
Porém foi o vídeo, lindíssimo por sinal, dela cantando ao vivo, com a tradução. Agora vai o clipe original, mais letra e tradução de bônus, ok ?!!! rs
Eu não me canso dessa música, não me canso de Adele ! =)
Deliciem-se !!!

‎"Old friend, why are you so shy?
Ain't like you to hold back or hide from the light
I hate to turn up out of the blue uninvited"



Someone Like You 
Adele

I heard that you're settled down
That you found a girl and you're married now
I heard that your dreams came true
Guess she gave you things I didn't give to you

Old friend, why are you so shy?
Ain't like you to hold back or hide from the light
I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn't stay away, I couldn't fight it

I had hoped you'd see my face
And that you'd be reminded
That for me it isn't over

Never mind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you too
Don't forget me, I beg
I remember you said:
"Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead"

Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead, yeah

You'd know how the time flies
Only yesterday was the time of our lives
We were born and raised in a summer haze
Bound by the surprise of our glory days

I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn't stay away, I couldn't fight
I had hoped you'd see my face
And that you'd be reminded
That for me it isn't over

Nevermind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you too
Don't forget me, I beg
I remember you said:
"Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead"

Nothing compares, no worries or cares
Regrets and mistakes, they're memories made
Who would have known how bitter-sweet
This would taste?

Nevermind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you
Don't forget me, I beg
I remember you said:
"Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead"

Nevermind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you too
Don't forget me, I beg
I remember you said:
"Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead"

Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead, yeah 


Alguém como você Adele 

Eu ouvi dizer que você está estabilizado
Que você encontrou uma garota e está casado agora
Eu ouvi dizer que os seus sonhos se realizaram
Acho que ela lhe deu coisas que eu não dei

Velho amigo, por que você está tão tímido?
Não é do seu feitio se refrear ou se esconder da luz
Eu odeio aparecer do nada sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar

Eu tinha esperança de que você veria meu rosto
E que você se lembraria
De que pra mim não acabou

Deixe para lá, eu vou achar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês também
Não se esqueça de mim, eu imploro
Vou lembrar de você dizer:
"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere"

Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere, é

Você saberia como o tempo voa
Ontem foi o momento de nossas vidas
Nós nascemos e fomos criados numa neblina de verão
Unidos pela surpresa dos nossos dias de glória

Eu odeio aparecer do nada sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar
Eu esperava que você veria meu rosto
E que você se lembraria
De que pra mim não acabou

Deixe para lá, eu vou achar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês também
Não se esqueça de mim, eu imploro
Vou lembrar de você dizer:
"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere"

Nada se compara, nenhuma preocupação ou cuidado
Arrependimentos e erros, são feitos de memórias
Quem poderia ter adivinhado o gosto amargo
Que isso teria?

Deixe para lá, eu vou achar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para você
Não se esqueça de mim, eu imploro
Vou lembrar de você dizer:
"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere"

Deixe para lá, eu vou achar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês também
Não se esqueça de mim, eu imploro
Vou lembrar de você dizer:
"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere"

Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere, é


http://www.vagalume.com.br/adele/someone-like-you-traducao.html#ixzz1orexBKZB

SAGACIDADE



S.f. Aptidão para apreender ou compreender as coisas por simples indícios.
Perspicácia, agudeza de espírito, argúcia; astúcia.

sexta-feira, 9 de março de 2012

[MÚSICA] Somebody That I Used To Know (feat. Kimbra) Gotye

Eu vi essa música postada no face e curti o clip. A letra é bem legal também, apesar e meio deprê, rs.
Vale a pena expandir os horizontes e conhecer novos artistas, novos estilos!
BOM DIA!






Somebody That I Used To Know (feat. Kimbra)

Gotye

Now and then I think of when we were together
Like when you said you felt so happy you could die
Told myself that you were right for me
But felt so lonely in your company
But that was love and it's an ache I still remember
You can get addicted to a certain kind of sadness
Like resignation to the end, always the end
So, when we found that we could not make sense
Well, you said that we would still be friends
But I'll admit that I was glad that it was over
But you didn't have to cut me off
Make out like it never happened and that we were nothing
And I don't even need your love
But you treat me like a stranger and that feels so rough
No, you didn't have to stoop so low
Have your friends collect your records and then change your number
I guess that I don't need, that though
Now you're just somebody that I used to know
Now you're just somebody that I used to know
Now you're just somebody that I used to know
Now and then I think of all the times you screwed me over
But had me believing it was always something that I'd done
But I don't wanna live that way, reading into every word you say
You said that you could let it go
And I wouldn't catch you hung up on somebody that you used to know
But you didn't have to cut me off
Make out like it never happened and that we were nothing
And I don't even need your love
But you treat me like a stranger and that feels so rough
No, you didn't have to stoop so low
Have your friends collect your records and then change your number
I guess that I don't need, that though
Now you're just somebody that I used to know
Somebody, I used to know
Somebody, now you're just somebody that I used to know
Somebody, I used to know
Somebody, now you're just somebody that I used to know
I used to know
That I used to know
I used to know
Somebody

quarta-feira, 7 de março de 2012

PRORROGADAS INSCRIÇÕES PARA CURSO DE TEATRO - RIBEIRÃO EM CENA

PRORROGADAS ATÉ DIA 14 DE MARÇO AS INSCRIÇÕES PARA BOLSAS NO CURSO DE TEATRO RIBEIRÃO EM CENA - 2012. O CURSO É GRATUÍTO COM DURAÇÃO DE DOIS ANOS.
INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES RUA LAFAYETE, 1084 TEATRO RIBCENA. TEL 16 3610 7770 COM CAROL OU GABRIEL


*Foto da peça A VER ESTRELAS (2011), direção Gabriel Oliveira e Gracyela Gitirana (turma da manhã)

segunda-feira, 5 de março de 2012

Linkin Park - From the Inside



From The Inside

I don't know who to trust
No surprise
Everyone feels so far away from me
Heavy thoughts sift through dust
And the lies

Trying not to break
But I'm so tired of this deceit
Every time I try to make myself get back upon my feet
All I ever think about is this
All the timing time between
And how trying to put my trust in you
Just takes so much out of me

Take everything from the inside
And throw it all away
'Cause I swear, for the last time
I won't trust myself with you

Tension is building inside steadily
Everyone feels so far away from me
Heavy thoughts forcing their way
Out of me

Trying not to break
But I'm so tired of this deceit
Every time I try to make myself get back upon my feet
All I ever think about is this
All the timing time between
And how trying to put my trust in you
Just takes so much out of me

Take everything from the inside
And throw it all away
'Cause I swear, for the last time
I won't trust myself with you

I won't waste myself on you
You, you
Waste myself on you
You, you

I'll take everything from the inside
And throw it all away
'Cause I swear, for the last time
I won't trust myself with you

Everything from the inside
And just throw it all away
'Cause I swear, for the last time
I won't trust myself with you
You, you

De Dentro

Eu não sei em quem confiar
Sem surpresa
Todos se sentem tão longe de mim
Pensamentos pesados separados pela poeira
E as mentiras

Tentando não desmoronar
Mas estou tão cansado dessa fraude
Toda vez que tento me fazer voltar a ficar de pé
Tudo que eu sempre penso sobre isso
Todo o tempo entre o momento
E como tentar colocar minha confiança em você
Só arranca tanto de mim

Pegue tudo de dentro
E jogue tudo fora
Porque eu juro, pela última vez
Eu não vou confiar em mim mesmo com você

A tensão está crescendo, por dentro, firmemente
Todos se sentem tão longe de mim
Pensamentos pesados forçando seu caminho
Fora de mim

Tentando não desmoronar
Mas estou tão cansado dessa fraude
Toda vez que tento me fazer voltar a ficar de pé
Tudo que eu sempre penso sobre isso
Todo o tempo entre o momento
E como tentar colocar minha confiança em você
Só arranca tanto de mim

Pegue tudo de dentro
E jogue tudo fora
Porque eu juro, pela última vez
Eu não vou confiar em mim mesmo com você

Eu não vou me desperdiçar com você
Você, você
Me desperdiçar com você
Você, você

Eu irei pegar tudo de dentro
E jogar tudo fora
Porque eu juro, pela última vez
Eu não vou confiar em mim mesmo com você

Tudo de dentro
E apenas jogar tudo fora
Porque eu juro, pela última vez
Eu não vou confiar em mim mesmo com você
Você, você

Entender é Sempre Limitado - Clarice Lispector + Vídeo de Antônio Abujamra

Eu não tenho palavras que explicitem o que este texto realmente representa pra mim!
Simplesmente incrível!!!
Alguma semelhança na energia com um texto recente meu?
Sinto que ela traduziu, de uma forma que só a Clarice sabia fazer, o que eu sinto muitas vezes!

De bônus um vídeo incrível de Antônio Abujamra fazendo este lindo texto, da série provocações!

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.



Clarice Lispector




domingo, 4 de março de 2012

Martha Medeiros: Eu, Modo de Usar

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!


Martha Medeiros

quinta-feira, 1 de março de 2012

Deus, por quê?!

Deus, por que essa merda chamada Ser Humano se deixa entrar em cada roubada encruzilhada e complica coisas tão simples? Por que esse Ser tão simples teima em SER tão complexo. Ser tão complexo em SER tão simples?!
Mas por que Deus, teimamos em errar coisas tão essenciais, acertar outras tão banais e fingir não fingir?!
Por quê?!
Por que teimamos não querer e queremos sem querer, mesmo por querer?!
Por que essa dor constante e quando tudo está tão distante tentamos aproximar?! Ah... quando não há mais dor damos um jeito de dar!
Essa loucura constante, esse frenesi alucinante, esse poder sem poder!
Não Deus, eu quero sossego, mas não aquele sossego sossegado, pois sei que quando sossegar demais, vou querer de novo meu mundo agitado!
Mas me pergunto agora e quase que constantemente ou até momento em que as coisas não me contentem...
Por quê Deus?!
Por quê?!

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.