quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Viver com urgência [texto embaralhado, meu momento]

Quero escrever sobre tanta coisa, mas nem sei como colocar isso tudo aqui...
Quero falar sobre a urgência... sobre a angústia... sobre a certeza... sobre a incerteza... sobre a felicidade... sobre o julgamento de algo que não é errado...
Acredito que só vou organizar mais ou menos meus pensamentos escrevendo cada linha.
Todo mundo fica pensando tudo que se passa pela vida. agora por exemplo eu estou com essa angústia estranha dentro de mim, sem conseguir dormir, com dor, ansiosa, consultando um monte de médicos e pensando sobre um monte de coisas sobre a vida.
Sei lá, acredito que nunca sabemos o que será melhor pra nós se não tentarmos. Planejamos tanto e mesmo planejando as coisas saem muito diferente do planejado. Talvez porque nossa mente é muito limitada. A vida, as leis da vida são muito mais amplas do que nossa pobre linha de raciocínio. Pensamos ser tão grandes e na verdade somos tão insignificantes! Né?!
Só quando acontece algo que realmente nos deixa com algum risco nos damos conta disso. Quando somos jogados como papel ou quando muita coisa foge do nosso controle, vemos o nosso real tamanho perante tudo.
Até mesmo dentro de situações em que estávamos e não enxergávamos. Que às vezes nos faziam mal e a gente lutava pra continuar no mesmo ciclo vicioso. Sabe quando você sofre por ter perdido algo ou um laço afetivo com alguém, um contato com uma pessoa, até mesmo um parente? Doi pra caramba, a gente luta e reluta, não aceita, culpa a pessoa, culpa a si mesmo, se revolta, mas conforme o tempo passa acaba percebendo como foi bom tudo acontecer e como está bom assim!!!
Daí que vem a gratidão! Pelo menos isso já aconteceu inúmeras vezes comigo! É como se uma venda fosse tirada dos meus olhos e eu enxergasse melhor, me sentisse mais leve. Percebesse como estava fascinada. Muitas vezes tomamos decisões sem perceber e a vida vai tomando seu rumo; as coisas vão tomando forma, mudando e nós, na nossa zona de conforto, nos sentimos meio abalados, ainda mais se isso acontece de uma vez, reclamamos, às vezes até impedimos essa mudança, outras deixamos; mas eu acredito que isso tudo é pra melhor! Pra nossa felicidade. Mas se não aguentamos o tranco, caímos nas armadilhas...
Perceba muitas situações que você mesmo cria na sua vida, desde um simples resfriado a um bem que adquire ou uma dívida. Muitas vezes arrumamos formas pra nos movimentar! Se estamos muitos acelerados e precisamos descansar, nós, juntamente com nossos pensamentos e sentimentos atraímos através da lei da vida uma forma de fazer isso, seja ficando doente, seja fazendo uma dívida (uma forma de arrumar um emprego ou se movimentar pra ganhar mais dinheiro ou se promover). É duro ler isso né?! Mas é a verdade! Sempre somos os responsáveis por tudo que acontece conosco, embora sempre culpemos algo ou alguém, pra livrar a nossa cara, mas acredite, somos nós. E mesmo assim eu acredito que tudo que acontece é pra ser positivo. Sim, por mais que todos olhem o lado negativo da moeda, tudo é pro positivo, pra libertar, pra melhorar. O problema é que muitas vezes desistimos do que nos propomos a fazer! Desistimos da "missão".
Isso acontece pra tudo... desde resfriados, dívidas, acidentes, promoções, empregos, ganhos, presentes à cânceres... etc...
Sei lá porque acabei indo pra esse rumo no texto. Na realidade eu só queria dizer que somos humanos, que erramos e que queremos acertar também. Mas que também ficamos muito magoados com muitas coisas. Eu estou assim agora. Mas durante esse texto, acabou me caindo a ficha pra algumas coisas. Como a que somos "livrados" de muitas e temos que aceitar também, nos desapegar de verdade e saber quando é o momento de se desapegar ou o momento de lutar por outras que estão indo embora e mandar embora outras que não devem ficar. Todos sabem o momento de mudar! É só fazer a escolha!
De uma forma ou de outra, acredito sempre na mudança e que vamos buscar o que mais tem afinidade com nosso atual momento e nos faz bem, queiram ou aceitem as pessoas ou não; elas não tem nada a ver com nossas vidas, elas tem a ver com as delas e se algo com relação às nossas escolhas as incomoda tanto, isso provavelmente é problema delas e não nosso; algo que elas tem que trabalhar em si mesmas, ou seja, cuidar de suas próprias questões internas (preconceitos, paradigmas, convenções, etc); a não ser que estejamos ultrapassando o limite e infringindo sua liberdade, o que na maioria das vezes não é o caso, do contrário, caras feias, comentários e sacanagens são questões pessoais internas mal resolvidas!

Viver com urgência... não com loucura... não com pressa... não passando por cima de tudo... nem sem educação... SOMENTE URGÊNCIA. SINTO ESSA URGÊNCIA CADA VEZ MAIS PRESENTE EM MIM. minha vida sempre foi assim. Uma urgência que não sei de onde vem. Não... Talvez eu saiba de onde vem.


Acho que sei o porquê.






Muita gente vive [ou viveu]  assim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.