sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Encontro de pensamentos: o sofrimento abafado, os sorrisos maquiados.

Essa semana, um post no face da minha amiga Karina Marques, à respeito de um texto que ela escreveu sobre o status do diretor Carlos Marroco (seu amigo), me instigou, pois veio de encontro com tudo que vinha pensando e comentei seu texto e a frase de Marroco. Achei de grande sensibilidade ambos, tanto sua frase, quanto o texto da Karina. Difícil Seres Humanos que enxergam assim. Visitem o blog dele e deem uma olhada no texto, é muito interessante, vocês entenderão melhor o porquê das minhas palavras aqui descritas. Além de ser uma página muito boa.

http://diretormarroco.blogspot.com/2011/11/resposta-uma-critica.html

Abaixo o meu comentário do face:


"Belo texto!!!
MTO BOM!

As pessoas não querem somente não assistir a uma peça de teatro que mostre seus dramas humanos, mas não querer ver, nem ler, nem participar, nem ser coniventes, nem dar apoio algum a qualquer um que passe por drama qualquer, que mostre suas fraquezas, que mostre sua necessidade de vida; que não se mostre forte o tempo todo, que não exiba sorrisinhos na cara sempre, querendo se mostrar forte, enquanto por dentro está dilacerado. Elas só veem ou assistem dramas assim quando querem propagar ainda mais essa energia densa, pesada e ruim. A mídia torna mágico o drama pelo qual as pessoas vivem, exibe a felicidade irreal estampada na cara daqueles que se dizem vitoriosos. Mas só quem passa por algo que realmente exige uma luta diária sabe que as coisas não funcionam assim. É preciso força sim e fé e nós a temos, mas há momentos em que todos sucumbem, afinal, somos Seres Humanos!
Ninguém quer lidar com seu drama diário, quem dirá com quem tem um "drama ainda mais dramático" diariamente, rs...
Acredito que antes de mais nada, as pessoas precisam ser destruídas, dilaceradas, deixar de se mostrar seres de outro planeta ou seres super evoluídos, lidar com suas fraquezas, escancarar elas (sem auto-piedade), ajudar o seu próximo ao invés de competir (porque todos sofrem do mesmo mal!) e se renovar. Isso também é força interior, isso é ser sincero consigo e saber onde chegar e como caminhar. Só assim teremos novos Seres Humanos e consequentemente um novo teatro! Não se faz um novo teatro sem novos Seres Humanos!"



Gabriela Grecco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.