sábado, 5 de junho de 2010

Meditação, encontro com nosso EU verdadeiro.

Hoje quero falar sobre meditação.
Entrei no meu orkut, fui nos meus vídeos e o que me chamou a atenção no momento foi o de uma música da Enya, WE ARE FREE NOW. Eu particularmente amooo Enya e ouvi muito durante o período mais crítico após meu acidente de trânsito.

Mas, o que é meditação?

Muita gente deve ter curiosidade e uma idéia preconcebida ao mesmo tempo, do que seja essa prática tão gostosa e tão misteriosa.
A meditação é uma prática que surgiu há milhares de anos, que visa a contemplação e concentração ao mesmo tempo. Na realidade, é algo que faz com que fiquemos mais presentes no que somos realmente, corpos espirituais em evolução constante. E que ao mesmo tempo cuida dele e de nosso corpo físico. É uma técnica também de relaxamento, onde ficamos quietos em um local confortável e silencioso, para perceber, sentir, coisas que não percebemos na correria de nossas vidas.
Para se ter uma idéia, os maias, uma das civilizações mais avançadas que passaram pela Terra, praticavam a meditação. Suas descobertas, previsões e pensamentos são importântíssimos para nós hoje e muitos deles nem sequer compreendemos ainda.
Como disse, somos espíritos encarnados. Estamos nesse corpo somente como um empréstimo para nos modificarmos, para aflorarmos cada vez mais nossa essência. É como se o corpo servisse para tirarmos essas camadas grossas de orgulho, vaidade, egoísmo, que temos para dar lugar ao que temos lá no nosso interior: o amor, a bondade, caridade, etc. Só que muitas vezes, nos deixamos levar somente pela nossa parte mais rude e pelo corpo que estamos emprestados e ao invés de arrancar esssas camadas de nosso Ser, deixamos elas lá, endurecidas e tão vivas!
É aí que entra a meditação. Ela nos ajuda a resgatar o que somos, a nos ouvir interiormente e saber o porquê não deixamos nossa essência se manisfestar. Através dela, podemos perceber nossos medos, nossas travas, nossas vontades e anseios verdadeiros. Com uma meditação mais profunda e que faça parte de nossa rotina, nos modificamos interiormente de forma espantadora, afinal, ouvimos mais nossa consciência, nosso Eu interior; não a casca, a parte material e densa.

Mas como fazer essa meditação?

Pois é, há várias técnicas e maneiras de fazê-la. O ideal é começar devagar. Vou dar alguns exemplos bem simples para começar.
Se você é uma pessoa extremamente ansiosa, que não sabe ficar sem barulho um segundo, nem parada sem fazer nada... sentar no sofá um tempo quieta, sem nenhum aparelho ligado e tentando ao máximo não pensar nos problemas, apenas ficar quieta e tranquila, ociosa no melhor dos sentidos, já é um avanço e uma meditação.
Para quem sempre come correndo e vendo televisão, é legal ficar no silêncio e comer bem devagar, apreciando cada sabor, cada mastigação e cada movimento do corpo em busca do alimento; perceba como esse alimento satisfaz suas necessidades e como seu corpo agradece por ele; o resultado é incrível, pode acreditar! Ah e por favor, não beba líquidos junto da comida nesse dia.
Quem toma banho depressa e nem percebe como se lavou, uma experiência legal é apagar a luz e tomar banho no escuro, de olhos fechados, devagar. Sinta a água cair em seu corpo durante um tempo, o toque dela, qual a reação corporal, como a bucha lava todo o seu corpo, cada movimento; faça essa lavagem corporal de forma suave e amorosa, agradecendo sempre por poder se limpar de sujeiras físicas e espirituais. O banho é um momento muito importante para nós, assim como a refeição; é o momento em que podemos nos limpar das cargas negativas e recarregar nosso corpo e espírito com as energias benéficas. Essa é uma experiência incrível, você vai sair do banho sentindo seu corpo vibrar!
As tarefas domésticas também são ótimas para meditar! É sério! Quando eu descobri isso, comecei a passar roupa, lavar louça e limpar a casa em silêncio. No momento que estamos lavando louça, por exemplo, em silêncio, além de nos concentrarmos mais na tarefa, nossa cabeça às vezes viaja; lembra de coisas passadas, presentes e pensa no futuro de uma maneira como não pensamos na correria do dia-a-dia. Embora a meditação na maioria das vezes vise ficar em silêncio, quieta(o) e não ter muitos pensamentos, essa também é uma forma de meditar. Quem nunca achou a resolução de um problema quando limpava a casa ou tomava banho?! Acho que todo mundo em algum momento né?
Essas são coisas que podemos fazer no nosso dia-a-dia enquanto realizamos tarefas simples, não precisamos ter um tempo a mais pra fazê-las, é só mudar a maneira como cuidamos de nosso corpo e da nossa casa.
Você também pode reservar um tempo para ficar quieta(o), em um local silencioso e confortável. Procure não pensar em nada, apenar respire profundamente, ouça sua respiração, sinta cada parte do seu corpo. Tente inspirar cada vez mais, com o tempo você vai notar que ficará vários segundos somente inspirando. Expire pela boa, de forma suave. Fique assim um tempo. Comece com 10 minutos, depois vá aumentando. Seu corpo ficará calmo e relaxado.


A meditação acima de tudo, é uma forma de autoconhecimento. Muitas vezes bloqueamos certas sensações e ficamos ainda pior, quando extravasamos, podemos colocar isso pra fora. Mas é muito importante depois ou antes ficarmos em silêncio e percebermos porque nos sentimos assim. As respostas virão, nosso corpo e espírito ficarão mais calmos.
Às vezes precisamos extravasar, colocar uma música, dançar, chorar, rir... isso é natural. O problema é que muita gente faz isso o tempo todo, como uma forma de fuga, de não lhe dar com o que é necessário e pode ser dolorido (na maioria das vezes o é). 

Não tem como falar de meditação sem falar de respiração. O ar é o alimento mais sutil que nos nutrimos diariamente, é muito mais espiritual do que imaginamos. É algo que não vemos, não tocamos, sentimos levemente, mas que é essencial para vivermos! Fica-se muito tempo sem comer, pouco tempo sem tomar água, mas quase nada sem respirar! A respiração é a alimentação da alma!Nossa rotina corrida faz com que respiremos superficialmente. Ficamos por conta disso cada vez mais ansiosos e doentes. A respiração profunda limpa e revigora nosso corpo e nosso espírito. Eu não me lembro se Dalai Lama ou Gandhi falou que quando as pessoas aprenderem a respirar corretamente encontrarão vida longa. Imagine um carro com problemas de regulagem e na aceleração, onde tem que se puxar o afogador para que ele ande normalmente sem morrer, será gasto mais combustível para mantê-lo que um carro bem regulado e funcionando normalmente. É exatamente isso que acontece conosco. Para todos viverem há algo que precisa existir para que se tenha vida: Fluído Vital ou Princípio Vital. Quando nascemos nós temos uma quantidade de fluído para viver. Se vivemos uma vida regrada, boa, sem grandes perturbações, sem drogas, sem álcool, comendo corretamente, podemos usufluir normalmente desse fluído. Mas se bebemos; nos drogamos; comemos alimentos que não alimentam, mas satisfazem nossos desejos mais carnais; esse fluído é mais gasto, mais desperdiçado, é como o caso do carro desregulado que consome mais combustível. Mas só isso não basta, precisamos também respirar da melhor forma possível, para que esse fluído não seja desperdiçado. É o caso da pessoa que sempre anda a 80 km, pára, freia e a outra que anda sempre a 40 km sem parar, qual carro gastará mais? Comparando seria a pessoa que está sempre correndo e ansiosa e a outra que faz suas coisas com calma e tranquilidade.
E o que acontece quando desperdiçamos esses fluídos com nossas atitudes "carnais"? Se não há fluído, não há vida! Portanto desencarnamos precocemente, antes do que deveríamos, antes do período necessário para aprendermos e nos modificarmos.
A respiração deve ser mais profunda e feita de modo que pegue todas as partes de nosso pulmão, para isso devemos respirar nas três áreas de nosso corpo: pelas costas, pela barriga e pelo peito. Sendo na primeira mais profunda, depois um pouco menos na segunda e menos ainda na terceira (Essa foi uma forma mais popular de dizer onde deve-se praticar a respiração, essas regiões tem nomes e técnicas específicas. Mas como o objetivo do texto não é aprofundar na meditação, dou uma breve pincelada. Espero que após esse texto, quem se interessar pesquise e procure saber mais sobre meditação).
Tente sempre inspirar profundamente e expirar pela boca. Isso acalma e revigora nosso corpo e espírito.
Tudo isso citei como atitudes destuidoras, é algo muito sério que não nos damos conta. E a meditação veio justamente para nos ajudar a centralizar mais no nosso Ser. A nos ajudar a largar vícios e nos descobrir interiormente. Independente de religião ou credo.
Devemos nos alimentar, respirar e nos higienizar melhor! A meditação está aí há milhares de anos e foi praticada por diversos povos muito antes de nós, muito antes dessa tecnologia e correria toda, mas em tempos tão difícieis quanto o nosso, se não mais.
Portanto, olhe e cuide do seu corpo com mais carinho e atenção. Estamos aqui para ter a melhor vida possível. Comece com essas práticas simples na sua rotina diária. Em casa, no trabalho, no carro, no computador, fique atenta(o) à sua respiração e corpo. Depois vá aprofundando, reservando um tempo diariamente para ficar quieta(o), respirar profundamente, não ter pensamento algum, ouvir sua respiração, sentir as reações corporais, sentir-se plenamente. Faça as coisas com mais calma e amor, garanto que seu bem estar aumentará e muito! Mandando embora as dores de cabeça, fadigas musculares, faltas de ar e cansaços constantes.
Precisamos nos nutrir física e espiritualmente de forma eficaz. Isso fará com que tenhamos uma vida mais saudável e menos dolorosa. Pense nisso e comece a praticar. Afinal de contas, ter uma vida feliz é nosso direito e só depende de nós!


Gabriela Grecco
05/06/10

Se lhe interessar mais sobre a prática acesse:

http://www.divinaciencia.com/licao.php?cmd=1&id=14
http://www.possibilidades.com.br/meditacao/indice_meditacao.asp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.