sábado, 28 de agosto de 2010

INCONSTÂNCIA

Inconstante sou. Como o vento que por aí vai, cada hora de uma maneira, cada lugar de uma forma. Como a água, maleável, às vezes moldável e que escapa entre os dedos. Como o fogo, ora forte, ora leve, ora destruidor, ora confortador. Como a terra, dura, macia, vermelha, preta ou cinza...
Sou inconstante sim. E poucos sabem como lidar. Passo pelo mundo, agregando, desagregando, apegando e me desfazendo.
Sou o sopro de ar que passa, mas deixa sua marca. Sou o líquido que limpa, mas pode sujar. Sou o calor que aquece, mas faz queimar. Enfim, sou como a poeira que se vai, mas deixa seu registro.
Ser inconstante não é fácil, mas é tão prazeiroso! A mudança, a evolução, as descobertas, me fascinam! Poucos podem suportar essa sina!
Ao meu lado somente aqueles que deixam minha inconstância de lado, pois acreditam que minha presença e entrega são mais importantes que minhas buscas insanas.
Sou inconstante, sou insana, sou santa, sou mundana. Posso ser tanta coisa e nada ao mesmo tempo, afinal o que é o Ser inconstante senão isso tudo?
Eu marco, eu magoo, eu faço rir, dou prazer, sou prazer, sou paz, sou luz... sei assim me reconhecer, como muitos não o sabem fazer consigo mesmos.
INCONSTÂNCIA é bom. Nos faz mudar e se adaptar facilmente às situações. Mas, pode sim se tornar ruim...

Venha, me siga, se conseguir suportar o fato que eu mudo sempre. Mas continuo sendo essencialmente a MESMA!

Gabriela Grecco
28/08/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.