terça-feira, 21 de agosto de 2012

Conter-me-ia? [Se assim eu não mais suportar]



Aquilo que quer ser mostrado
Aquilo que quer se mostrar
A felicidade estampada
Felicidade escondida
A convenção que não quer durar
Paradigmas, preconceitos, regras que um dia se findarão
Mas até quando?
Até quando?
Minha carne dilacera
Não quero viver de brincar
Quero viver pra valer
Não quero me calar
Mas eu vivo assim
Vivo de verdade
Muita gente não vive na realidade
INVEJA
Vivo feliz
Vivo triste
Vivo essa inconstância sem fim
Porque não há como ser plenamente Eu nesse mundo
Não Há
Ou há?
Mas muitos podem Ser Si mesmos
Ou fingem!
HIPOCRISIA
Muito é dito
Muito é maldito
Muito é inventado
É melhor fingir que não vê
É melhor conter a mão
Conter os carinhos
Os olhares
Os beijos não dados
OS SEGURADOS
Quantos eu perdi por aí?
Quantas felicidades eu deixei de ter?
Quantas tristezas eu já senti?
CONTER O MEU SER
Mas até quando Senhor?
Até quando?
Até o momento em que me acabar em "contimento"


[Até o momento em que comigo acabarem]


ESTÃO ACABANDO


[A O S   P O U C O S]




gabriela grecco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anúncios

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.